quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

É namoro ou amizade?

Parece tão artificial e até hipócrita essa situação de uma pessoa ter sentido atração por outra e não poder expressar com todas as letras e emoções o que sente.
Não há mal algum em um homem expressar, de maneira respeitosa, a atração que sente por uma mulher, e vice-versa.
Claro que no caso da mulher expressar atração por um homem é diferente. Basicamente, o homem gosta de sentir-se no coando da situação. O homem é caçador e não caça. O homem gosta de sentir que conquistou aquela mulher que desejou. Cabe a mulher facilitar a aproximação masculina, mas nem tanto.
Quando sentimos atração por alguém, é justo que expressemos isso. Pois é a atração física ou desejo que separa a amizade da relação homem x mulher. Tudo o que tem numa amizade tem numa relação de casal: amor, companheirismo, cumplicidade, confiança, respeito, simpatia, afinidades etc. O que vai diferenciar uma da outra é o desejo, que é uma manifestação físico / química / psicológica do ser humano. Ser civilizado trouxe grandes benefícios a humanidade. A cordialidade evita muito atos de violência. Mas também aniquila a naturalidade de uma aproximação entre os sexos opostos.
No mundo moderno, as dificuldades econômicas e mudanças de comportamento inseriram a mulher no mercado de trabalho. Tudo bom se isso não tivesse tirado do homem a sensação de provedor do lar e protetor da família. Isso dificulta a aproximação tradicional entre um casal.
As mulheres estão conquistando cada vez mais seu espaço ativo na sociedade, mas o preço que se paga é dificultar a aproximação masculina, na qual não é permitido ao homem que se aproxime de uma mulher e simplesmente diga: “Olá. Como vai você? Você é tão graciosa, mas parece estar tão só neste lugar. Me permite te fazer companhia?”.
O medo da violência e a independência feminina têm extinguido o romantismo dia após dia.

Nenhum comentário: