quarta-feira, 24 de abril de 2013

Maravilhoso mundo novo

No passado, havia ideologias dominantes que guiavam toda a sociedade, sejam elas religiosas ou econômicas. O mundo de hoje está cada vez menos disposto a tolerar imposições ou restrições ao comportamento individual, o que pode a levar conflitos na coletividade e descrença na harmonia entre as pessoas. Em um mundo tão individualista como estamos vivendo, foca difícil acreditar em relacionamentos verdadeiros e amor gratuito. A impressão que sem tem é que tudo e todos têm um preço. Neste universo, deve-se buscar desenvolver a capacidade de encontrar coisas boas em todas as pessoas, mesmo o mundo dizendo que ninguém vale nada. O mundo não está pior do que era no passado, apenas os valores e prioridades são diferentes. Existem coisas boas e ruins em todas as épocas e viver de passado não traz felicidade. Apenas as coisas estão acontecendo cada vez mais rápido e as referencias que existiam não servem mais para guiar a conduta das pessoas. A questão da sobrevivência pelo trabalho está cada vez mais presente na vida de todos e, desse modo, fica mais difícil apreciar coisas simples como um belo sorriso ou um olhar triste na multidão. A inocência parece perdida nesta época em que nem mais as crianças querem ser vistas como crianças. Mas é maravilhoso reencontrar a inocência depois de muito tentar sentido nos prazeres oferecidos abundantemente na sociedade. A inocência facilita a crença no amor gratuito e nas relações verdadeiras. Não se deve esperar que as pessoas fiquem mais sensíveis e compreensivas como em um passe de mágica, mas cada um deve trabalhar para compreender o próprio papel nesse mundo e descobrir a melhor maneira de contribuir para o crescimento de seu próximo. As ferramentas existem para serem usadas, para o bem o para o mal.

Nenhum comentário: