sábado, 9 de abril de 2016

Quem é o juiz?

Culturalmente, o ser humano tem o terrível hábito de julgar seu semelhante. Do ponto de vista espiritual, é uma das piores coisas que ele pede fazer por si mesmo e até pelos outros. Quem julga é Deus, e qualquer um que julgue outras pessoas no aspecto pessoal estará querendo se equiparar a Deus, e isso é muito grave. Se estes pessoa não tratar de reconhecer logo seu erro as conseqüências serão dolorosas.
Mas que julgamento é este que não deve ser feito por nenhum ser humano em hipótese alguma? Alguém comete um crime não deve responder à justiça? Claro que sim. Mas o julgamento que se refere não é julgar os atos de uma pessoa, mas julgar uma pessoa. Quando julgamos as ações de alguém, estamos dizendo que aquela atitude não deveria ter sido feita, pois era de conhecimento público a proibição. Mas quando julgamos alguém, estamos dizendo que sabemos o que há no coração humano. Ninguém sabe o que se passa no coração de outra pessoa, além de Deus. Como se diz no Evangelho: "Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês." Mateus 7:1-2

Nenhum comentário: