quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Desenvolva seus talentos

Tenho me dedicado a desenvolver meus talentos, todos que acredito que eu tenha: culinária, artes como escultura e pintura, dança, elaboração de textos, entre outros. Acredito que se temos talentos temos a obrigação de utilizá-los e multiplica-los. Depois que percorremos o caminho, fica mais fácil indicar a direção aos outros para que possam também desenvolver seus talentos naturais.
Fico impressionado com a quantidade de pessoas que não tem ideia de quais são seus verdadeiros talentos e do que realmente gostam de fazer, além de comer, beber e dormir. Tenho interesse em ajudar estas pessoas, desde que elas me permitam fazê-lo.
Como alguém pude ser feliz e encontrar sua outras interior se não sabe nada sobre si mesmo? Como pode pensar em encontrar o amor de outra pessoa se não sabe que tipo de pessoa lhe agrada?
Já tem tempos que acredito que a beleza estética seja interessante nos primeiros cinco minutos quando conhecemos alguém, apenas como um chamariz. Mas basta a pessoa abrir a boca e começar a falar bobagens que o encanto rapidamente se desfaz. Quem não conhece a si mesmo e desenvolve seus próprios talentos age como uma pessoa vazia de bons sentimentos, propósito e força interior.
Não tem nada de errado em se orgulhar de ser bonito, bem sucedido socialmente, ter uma casa confortável, desde que esteja preparado para perder o que mais se ama. Tem pessoas que enlouquecem se perderem algo que as identifica socialmente, pra não desenvolveram algo que seja só seu e que outros possam ter interesse.
Acredito que as relações sociais são a chave presta se desenvolver os talentos, mas isso não deve ser confundido com aprovação social ou dependência emocional. Como eu já escrevi antes: Nosso centro de equilíbrio deve estar em nós mesmos, aconteça o que acontecer.

Nenhum comentário: