domingo, 27 de novembro de 2016

Aprendendo a pensar

Cada vez mais as pessoas querem mais e pensam cada vez menos. Mas vou ser mais específico e falar da experiências que estou vivendo atualmente. É tão fácil pensar, depois que aprendemos. Pensar significa visualizar seu objetivo, executar suas ideias e arcar com as consequências, tudo isso tendo consciência de cada etapa do processo. Não consigo mais falar ou fazer nada sem"amarrar" tudo em causa / realização / consequência. A maturidade mental me permite visualizar o resultado de cada ação antes mesmo que eu execute uma ideia. Não preciso cometer tudo que é erro e mais tarde justificá-los dizendo que não sou perfeito ou que fez parte da experiência. Ter responsabilidade pelos próprios atos pode ser chato, mas é por demais importante para ser deixado de lado. Pensar no problema, analisar as alternativas de solução, verificar os custos materiais e humanos, por em prática, acompanhar todas as etapas do processo e corrigir os eventuais erros, e avaliar os resultados finais: não se consegue realizar nada de prático sem passar por todas essas etapas. Confiar em si mesmo é de fundamental importância e ter em quem confiar pode facilitar mais os processos. Ser capaz de abandonar algumas ideias que se mostrem inviáveis ou demasiadamente custosas, onde a relação custo x benefício não compensem, também deve ser considerado. Não se deve seguir adiante com um plano apenas por vaidade ou um capricho pessoal, se os prejuízos forem grandes demais e não justifiquem tanto tempo e recursos gastos. Toda ação tem que ter um retorno, e todo bom investimento tem mais resultados favoráveis que custos para realizá-lo. Pensando e agindo assim, o que parece impossível passa a ser possível. Mas para ser chegar a um resultado final satisfatório tem que haver dedicação, perseverança, eventuais sacrifícios e responsabilidade.

Nenhum comentário: