sábado, 31 de dezembro de 2016

Amor sem limites

Quero ter oportunidade de viver um amor sem limites, sem restrições um amor puro como deve ser um sentimento. Até agora só consegui viver essa experiência com minha mãe, mas eu quero estender essa forma de amar a outras pessoas dizem que não se pode amar outras pessoas. Percebi que as pessoas são resistentes ao amor e nem mesmo sabem o que é esse sentimento tão puro que é capaz de fazer milagres em nos vida. Facilmente confundem amor com desejo. Se um homem demonstra excessos de gentilezas fora dos padrões estabelecidos pela sociedade onde ele esta inserido, logo é não interpretado: se for gentil e atencioso com uma mulher que logo é visto como está interessado em namorar ela; mas se um homem é atencioso com outro homem, logo surge dúvidas sobre a masculinidade dele. Percebo que com o passar dos anos tudo que importa para um corpo cansado pelo passar dos anos é ter pessoas atenciosas ao seu redor e que lhe dê assistência em coisas simples como conversar ou acompanha-lo algum lugar. Os títulos que uma pessoa conquista ao longo do tempo vai perdendo importância. O amor é capaz de preencher este espaço vazio e dar sentido à velhice e a esta vida passageira.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Carapaça

Acredito que nos assemelhamos aos crustáceos em alguns aspectos. Esses animais tem uma carapaça que serve de armadura para defenderem-se de sua predadores. Porém, para crescer, eles tem que abandonar a segurança da armadura, expor seu frágil corpo para que ele aumente e tamanho e daí sim endurecer e formar uma nova armadura. Nós, seres humanos, vivemos em nossas carapaças mas nem sempre temos a coragem de abandona-las para crescer. Não queremos expor nos fragilidades e ficamos na ilusão de que aquela mesma armadura nos servirá a vida inteira, mesmo que isso signifique viver em um espaço reduzido a ponto de ser claustrofóbico. Tenho me esforçado para viver sem medo: nem da solidão, nem da violência, nem da crise econômica, nem da velhice e nem da morte. Temos que você confiantes mas sem ser ingênuos (que é outro nome que se da a estupidez). Ser inocentes sempre (que é a ausência de culpa), mas ingênuos nunca. Crescer envolve riscos, abandonar os velhos hábitos e vícios, não ficar atrelado s um ambiente que impeça seu crescimento pessoal. Abandonar a falsa sensação de segurança que o comodismo traz.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

O que é espiritualidade?

Existem vários mitos e preconceitos sobre a espiritualidade, uma desinformação geral que acaba por jogar esta crença no rol de crenças demoníacas, muito disso influenciado pela existência de charlatães que se aproveitam da dor alheia para obter vantagens pessoais, da campanha algumas agremiações religiosas fizeram ao longo do tempo contra qualquer um que questionasse seus dogmas e do medo que as pessoas têm do desconhecido. A espiritualidade é a crença na alma e na reencarnação da alma. Isso não quer dizer que a alma vá passar a eternidade reencarnando. O máximo de reencarnações que podem ocorrer e nesta ultima será o tudo ou nada: ou vence e caminha para Deus ou será apagada da existência. Um espiritualista não acredita na existência do inferno, pois deixar de vencer implica em ser apagado do Livro da Vida, para sempre. Se alguém se afastar de Deus, ficará vulnerável à influência de espíritos obsessores, que são espíritos perdidos que quando se aproximam causam muito mal e podem provocar tragédias. O ser humano pode até se afastar de Deus Para a doutrina que acredito O Universo sempre existiu ele cria muitas coisas, inclusive as almas. Entre essas almas, Deus foi criado também, como qualquer outra alma. Mas o que fez deus ser tão poderoso e sobressair-se entre as demais, foi sua estrema humildade. Deus ainda é humilde. Ele está em tudo e Ele é tudo que conhecemos. As almas continuam a serem criadas pelo Universo, mas quem se encarrega de dar a vida a essas almas é Deus. É através Dele que as almas encarnam e ganham a oportunidade de evoluírem. Deus é o nosso criador e devemos a Ele obediência total. Mas não basta teme-lo com medo das punições, temos que amá-lo e sermos gratos por ele nos dar a oportunidade de evoluirmos com nossas almas e atingirmos a eternidade. As almas são uma forma de energia e como tais, não podem ser destruídas, apenas transformadas. Assim como Deus é uma alma de extrema pureza e poder incompreensíveis para mente humana. No Universo existem muitos mistérios, a ponto de nossa mente nãos ser capaz de decifrar todos esses mistérios sem enlouquecer. Todos os seres vivos tem alma, inclusive as plantas e os animais, até o menor dos seres; por isso é pecado matar por prazer e não por extrema necessidade. A alma está atrelada ao corpo e este não pode se separar voluntariamente, pois Deus os uniu de forma a manter a alma unida a este corpo e com o compromisso de zelar por ele, já que este corpo é sua morada enquanto estiver aqui nesta existência. O corpo deve ser submisso à alma e não pode fazer nada que impeça dela voltar até Deus, pois é esta a missão da alma: voltar a Deus melhor só que veio voltar como vencedora. O corpo é só um receptáculo, uma embalagem. Para a espiritualidade, cada corpo abriga três almas que são chamadas de Protetores e, entre elas, existe a que predomina. Se a alma for amiga e gostar do corpo físico, este corpo não terá que se preocupar com nada nesta vida: nada de violência, fome, desemprego e nada de ruim acontecerá a este corpo. A prosperidade fará parte da vida deste vivente e ele não terá que fazer esforço para ter êxito em suas conquistas. As portas sempre se abrirão e ele será bem aceito por onde passar. A alma é soberana e tudo que ela quer é voltar para Deus. Mas se a alma não gostar do corpo, tudo de ruim acontece, pois a alma se afasta do corpo e o deixará vulnerável a toda sorte de espíritos que aparecerem, geralmente aparecem os ruins, e com eles sofrimento para o corpo. A alma é a proteção do corpo. Deus não criou o corpo para ser servido pela alma de cada um, mas sim para servir de recipiente para um conteúdo precioso. Deus não se importa com nosso corpo físico, não faz diferença para ele se temos o que comer, o que vestir, se temos abrigo ou conforto, ou se estamos doentes. Temos que reconhecer a importância de Deus e amá-lo acima de tudo. Para nós viventes, na hierarquia divina, Deus é único e soberano e abaixo de Dele está nossa alma. Desesperar-se diante da possibilidade de morrer é uma clara demonstração de falta de fé, pois para quem ama a Deus partir desta vida é uma conquista e deve ser feita de forma serena e não com total desespero. A morte é soberana e ela sabe da força que tem, quando ela chega é o fim. E ela só vem quando a alma da própria pessoa pede por isso, ou porque já venceu todas as batalhas ou porque desistiu de vez. Se a alma desistir, ela será punida e apagada da existência. A alma tem por obrigação de levar o ser vivente até a presença de Deus, caminhando ao seu lado. Se quisermos ter prosperidade e proteção, temos que estar em perfeita sintonia com nossa alma, ela tem que gostar de nosso corpo. Podemos cativar nossa alma se entendermos que seu objetivo é evoluir e voltar para Deus, e não fizermos nada para atrapalhar seu percurso. Devemos ser parceiros de nossa alma e não adversários. Conquistamos nossa alma quando aprendemos a gostar mais de nós mesmos, algo como nos presentearmos de vez em quando, como comprar uma roupa nova, comprar um sorvete ou ir ao cinema, por exemplo. Devemos deixar nossa alma nos conduzir confiantes de nossos caminhos. Acreditar sempre de que Deus proverá e de que o futuro a Ele pertence. Mas a alma nem sempre é parceira do corpo e não podemos nos acomodar esperando que ela faça todo nosso trabalho. A alma pode ser a reencarnação de alguém que já passou por esta vida, mas não atravessou o portão para a vida eterna. Essa alma reencarnada precisará de um tempo para compreender que ela não é mais um ser vivente e sim apenas um ser inteligente de natureza espiritual que conduz um corpo físico. Neste ponto, o ser vivente terá que lutar contra as dificuldades do dia-a-dia e ainda se manter firme até sua alma acordar para sua nova realidade espiritual. Esse processo poderá durar de alguns meses até décadas de nossa vida terrena e mesmo assim, a alma ainda terá prioridade. O ser vivente foi criado apenas para servir de abrigo para s alma enquanto ela permanecer encarnada neste mundo, depois é descartado como uma garrafa vazia. Mas Deus, em sua infinita misericórdia, deu-nos a oportunidade de alcançar a vida eterna, desde que nos alma interceda por nós. Por isso devemos conquistar a simpatia de boa alma e ajudá-la em tudo que for possível para que ela volte para Deus, para que ela veja o veja como parceiro e o ajude para conquistar a eternidade. Quando você sente-se como se tivesse feiura é porque você sabe que está fazendo coisas erradas e esta desagradando sua alma. Mas quando você sente-se bem consigo mesmo, sem ansiedades e em paz consigo mesmo, é porque você em sintonia com sua alma e se cultivar assim terá tudo que precisa e deseja. Cuidado com suas vontades, elas te afastam de Deus. Só tem uma forma de você agradar a Deus e chegar ao seu reino: Fazendo a vontade Dele. Sua vontade tem que ser a vontade Dele e não você querer impor suas vontades e achar que pode pressionar Deus de alguma forma. Não basta ser devoto de um santo, o santo é quem decide quem ele vai ouvir e atender. Os santos tem liberdade para escolher a quem dar assistência, eles já conquistaram seu lugar no céu e só dão assistência aos viventes por decisão deles menos, Seria não os obriga a fazerem nada do que não queiram. Os anjos são criaturas celestiais que sai criados a todo instante por Deus. Basta Deus olhar para algum lugar ou sorrir para criar um anjo. Uma pessoa vivente pode ter milhões de anjos lhe empurrando para frente ou mesmo nenhum anjo, depende de suas atitudes. Quando alguém tem anjos lhe seguindo, deixa um rastro de luz celestial por onde passa. Deus se alegra quando um vivente cede um direito seu um benefício de outro vivente, cada vez que ele faz isso ganha anjos para lhe darem assistência. Quanto mais se tem anjos mais se tem o respeito no mundo espiritual, que é o verdadeiro mundo. Este mundo que vivemos e percebemos é só um reflexo do mundo perfeito de onde nos almas vieram e nós poderemos conhecer e morasse um dia. Para um espiritualista, o sexo é visto e praticado sem tabu ou vergonhas, mas isso não significa que uma pessoa tem passe-livre para o sexo irresponsável. O sexo deve ser para a procriação e também para o prazer, mas não deve escravizar o ser humano a ponto de ele perder o foco em sua alma e na espiritualidade que o levará até Deus. Não pode ser um vicio que o aprisione nesta dimensão, senão quando ele desencarnar terá dificuldades para fazer a passagem para o outro lado. Não há nada de errado em sentir prazer sexual, desde que ele não seja obtido de através de mentiras, enganações, violência ou outros ardis. O prazer em si não é um pecado, mas a dependência das sensações sim. Todo vicio é uma forma de pecado. O que é o pecado senão o ser humano duvidando ou desafiando a Deus? O livre arbítrio não existe. Isso é uma invenção da humanidade para justificar a si mesmo sobre uma falsa sensação de liberdade e permitir que o ser humano cometa tudo quanto seja erro e pecados. Só entra no reino de Deus quem faz a vontade Dele, quem não fizer será excluído da existência. Onde está o livre-arbítrio? O egoísmo não existe, pois querer algo bom para si mesmo não é egoísmo. Mas deixar de dar assistência a um necessitado é falta de caridade. Uma casa de caridade não pode cobrar pelos serviços e aconselhamentos, senão deixa de ser caridade, assim como caridade é quando outra pessoa reconhece algo que você fez. Se ela não reconhece seu ato como caridade, você não fez nada. O ser humano é bom e as pessoas são naturalmente boas, pois tem em si a centelha divina, o que ocorre é que, ao encarnarmos, nos esquecemos de que todos nós fazemos parte de um todo e somos criados pelo mesmo Criador que nos ama a todos e quer que todos nós cheguemos à eternidade. Até o mais perverso dos homens da história é filho de Deus e ele não se alegra quando fazemos mal uns aos outros, por mais cruel que uma pessoa possa ser. Alguém que cometeu algum erro deve ser punido para reavaliar seus atos, mas não devemos condená-lo como pessoa em momento algum, pois quem julga é exclusivamente Deus. Não devemos esquecer que o corpo pode fazer coisas que a alma discorda totalmente, e é ela quem vai puni-lo, conforme a vontade de Deus. Por isso uma pessoa que quer ir até Deus não pode ser apegada as coisas materiais, pois isso facilmente leva ao pecado. Se tiver demais pode se tornar soberba e humilhar seus semelhantes, se não souber lidar com a fartura. Não podemos amar nada nem ninguém nesta vida, além de Deus, pois de outra forma podemos pecar. Por exemplo, alguém tem uma mãe ou filho que ama muito e este vem a óbito, a tendência desta pessoa duvidar e questionar a justiça de Deus será grande, e ela terá cometido um enorme pecado. Podemos ter um enorme bem-querer por alguém e não mais do eu isto. Devemos confiar em Deus sem hesitar, confiança plena e absoluta em seu amor e justiça. Se aprendermos algo de espiritualidade, temos que também repassar a outras pessoas que tenham interesse e necessidade, pois cabe a cada um de nós evangelizarmos nossos semelhantes. Se quisermos falar e nos fazer entender pela alma de outra pessoa, temos que falar como quem canta suavemente. Se desejamos algo, devemos deixar que outras pessoas a peça por nós, Deus ouve mais rapidamente quando outra pessoa pede por nós do que nós mesmos, daí a importância de pensar nos outros além de nós mesmos. Deus se alegra com coisas simples, tipo uma roupa ou móvel que você consertou e recuperou sua utilidade. As pessoas tem dificuldade de entender como Deus é capaz de estar em todos os lugares ao mesmo tempo e de entender como Ele pode medir todos os nossos atos, mas não duvidam da maneira como as empresas e os governos, através dos computadores, sabem quanto temos na conta bancária ou se estamos em dia coma justiça eleitoral, por exemplo. Levei anos para entender a espiritualidade, mas depois que comecei a estudar assuntos com lei da atração, física quântica e outros assuntos relacionado a autoajuda, ficou mais fácil perceber os mistérios da vida. Um assunto em nada contradisse o outro, e facilitou o entendimento. Quando o ser humano parte desta existência, todas as suas memórias são apagadas e deste mundo só levamos o amor que sentimos. Do outro lado você não vai se lembrar de quem foi e nem mesmo de sua família e das pessoas que você acreditava serem insubstituíveis. Suas obras e sentimentos é que poderão garantir seu "passe" para a eternidade, atrasa-la ou eliminá-la, mas quem julga e decide seu destino é unicamente Deus. Quando fazemos a passagem deste mundo para o outro, passamos por provações assim como neste, mas lá não há segunda chance para quem errar. Se errar, terá que reencarnar ou se apagado da existência. A eternidade não é para o vivente, mas para espíritos evoluídos, assim como as estrelas não são para a humanidade. Jesus Cristo nasceu homem, mas tornou-se Um em Deus devido a sua humildade e suas obras. Assim como a Santíssima Maria mãe de Jesus, que devido a sua humildade foi elevada uma condição impar na escala humana. Ao ser chamada pelo anjo Gabriel para servir a Deus e ser aquela que geraria o salvador da humanidade, Maria apenas se colocou a serviço de Deus sem hesitar ou impor condições, fez-se de serva de Deus. Jesus tece dificuldades no inicio para entender e aceitar sua condição de Cordeiro de Deus, aquele que veio ao mundo para ser sacrificado para a redenção dos pecados da humanidade. Da adolescência a vida adulta foi o tempo que ele precisou para entender sua missão nesta terra. Por isso desse período não se tem noticias dele na Bíblia. Há rumores de que ele viveu com os essênios, mas isso já é outra historia que não vem ao caso agora.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

2017

Este ano de que chega vem para balançar a humanidade. Ainda não será o fim do mundo, mas será bom que cada um esteja firme em sua fé e busque a Deus em primeiro lugar. Quem não estiver firme poderá sucumbir. Será um ano para balançar as estruturas da humanidade e elas deixarem este pensamento confuso e buscarem ardentemente a paz. Não é só o Brasil que passa por um momento difícil e que no ano que vem serão de turbulências. O mundo já está passando por dificuldades como guerras, intolerâncias, insegurança e falta de compaixão. Serão grandes provações. Quem tiver encontrado a paz passará por este período com mais tranquilidade. Busque desenvolver seus talentos e ajude seus semelhantes no que for possível. As pessoas precisarão de orientação para não desabarem diante de provas que nem podemos imaginar. Este ano de 2016 já foi um ano atípico, com grandes revelações e situações estarrecedoras.

Desabafo

Considerando que ninguém leia meu blog, vou escrever um desabafo, talvez você também seja assim ou conviva com alguém que passe por isso: Sinto que sou uma pessoa muito irritadiça, me aborreço com facilidade e perco a calma facilmente. Mas analisando minha história de vida dá para se ter ruma ideia da causa de tanta irritação. Durante muito tempo esperei que alguém tivesse tempo para me perceber e me dar atenção. Esforcei-me para resolver os problemas alheios para que, em agradecimento, as pessoas me dessem a atenção que eu tanto desejava. Mas quando as pessoas tinham seus problemas resolvidos ou encaminhados, não retribuíam a mesma gentileza, pois tinham uma vida para viver e não havia espaço para mim na vida delas. Eu me anulei durante muito tempo por este motivo. Mas minha raiva só aumentava pelas ingratidões, e na verdade eu estava dando atenção a pessoas que não mereciam tanta dedicação e eu também queria algo em troca de pessoas que não seriam capazes de perceber a necessidade de outros. Hoje tenho certa dificuldade de expressar sentimentos e sentir emoções, já que elas foram sufocadas durante muito tempo a espera de um momento de atenção por parte de outras pessoas. Nem tudo foi uma perda, pois hoje tenho uma sensibilidade aflorada que me permite deslizar pelos mais diversos ambientes e conviver com os tipos mais variados e de pessoas em criar conflitos desnecessários. Os sentimentos são a chave que abre a porta da felicidade. Quero me desligar deste logica corriqueira na sociedade e viver emoções e sentimentos por muito sufocados, viver em paz e no amor de Deus.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

A paz

O que é a paz? Onde está a paz? Está em nós ou em Deus? Buscamos algo e nem sabemos direito o que é e nem onde conseguir. A paz é uma força que emana de Deus e está entre as pessoas, ela está em todo lugar sem distinção. Há paz nas favelas, nas zonas de guerra, nos presídios, nos palácios, igrejas, empresas, no deserto, nas florestas, enfim, em todo lugar. Mas ela não abraça as pessoas, as pessoas é que tem que buscá-la e abraçá-la. A paz é de uma pureza tão perfeita que não habita onde há qualquer tipo de maldade, seja em pensamento ou atitudes. Para se ter paz precisa-se, antes de mais nada, purificar-se de toda maldade que há no próprio coração. O amor pode estar em um coração que sente raiva ou inveja, ou mesmo ódio. O amor pode habitar em seres imperfeitos com atitudes maldosas, o amor é paciente, mas a paz não pode compartilhar do mesmo ambiente onde a maldade existe. O ódio é passageiro, ele vem, faz uma graça e vai embora. Ele foi criado por Deus para que as pessoas lembrem-se da existência do amor e sintam um alívio quando ele sobrepuja o ódio. Mas as pessoas insistem em segurá-lo para não se esquecerem de uma ofensa que sofreram, acham que o ódio as tornam mais fortes. Guardam o ódio como uma arma para auxiliá-lo em sua vingança. Quando elas seguram o ódio com rancor podem desencadear uma reação perigosa com a ira. A irá é perigosa e pode causar problemas muito sérios e, em caso de descontrole total, pode resultar em homicídio ou suicídio. Uma pessoa irada não vê seu semelhante em sua frente e nem é capaz de dar ouvidos a razão, ela só sente uma vontade irresistível de destruir aquilo que a provocou. Não se provoca uma pessoa a ponto de deixá-la irada, pois ela poderá ficar insana em algum momento e provocar algum ato insano. que ninguém se sinta superior a outras pessoas porque não cometeu nenhum ato que o levasse para a prisão, por exemplo. A diferença entre um presidiário e uma pessoa que está em liberdade é que o presidiário não soube controlar seus ímpetos e teve sua punição (não vou entrar no mérito da pessoa rica e influente que não vai para a cadeia porque tem bons advogados). Tem até um romance chamado O Médico e o Monstro, onde um homem de bem da sociedade torna-se uma criatura cruel e nem se dá conta de que ele a criatura são o mesmo ser. Livre-se dos pensamentos maldosos e do medo, pois o medo é a falta de fé em Deus e põe em dúvida seu amor pelas pessoas. Uma pessoa que está em paz não sente medo nem mesmo de morrer. Pois a morte é um prêmio para aqueles que viveram seus caminhos na retidão, mesmo que ao longo do percurso tenham cometidos muitos erros, mas não abandonaram o caminho até Deus. Morrer só deve amedrontar quem sabe que tem muitas dívidas para pagar quando partir desta vida. Por mais doloroso que possa ser para aqueles que sentem ou sentirão saudades daqueles que partem desta vida, devemos crer que Deus os acolherá, conforme seus méritos. Para encontrar a verdadeira paz duradoura e não apenas um alívio temporário, livre-se dos maus pensamentos e destrua a maldade que há em você. Deixe de pensar e falar mal dos outros, deixe de julgar as pessoas. Você pode condenar uma atitude irresponsável ou maldosa de alguém, mas não deve ter rancor por esta pessoa em seu coração. A paz ela te trará uma felicidade e prosperidade com as quais você nem poderia imaginar, tudo isto ainda nesta vida terrena

sábado, 10 de dezembro de 2016

Qual a razão de sua vida?

Você já de perguntou o motivo de estar vivo? Ou o que te motiva a continuar a lutar e viver e não desistir? Qual o sentido de sua existência? Você veio a este mundo só para sentir prazeres temporários? Esta preparado para partir desta vida com serenidade sem se debater desesperadamente? Acredita que faz o seu melhor diariamente? Sempre diz e demonstra aos seus entes queridos que os ama? Deixe o amor fluir em seu corpo, coração e alma. Tenha prazeres que não se esgotam pela falta do dinheiro, amor, beleza ou posição social. O amor é a maior força que temos e são nossos sentimentos que nos conduzem, sejam ele bons ou maus. Sempre pense o melhor das pessoas e quando elas erros, por mais graves que sejam, não as condene. Você pode ser rigoroso com a atitudes das pessoas, mas tem que deixar claro que não vai amar elas menos por isso. A punição tem que haver, senão uma pessoa nunca vai melhorar seu comportamento. Viva o amor. Amor é um sentimento e não uma emoção. Sentimento é duradouro e emoção é passageira. Emoção é você descer em um tobogã ou mergulhar em um mar com tubarões, ou pular de pára-quedas. Todos nos somos feitos feitos da mesma matéria e somos parte da mesma energia. Mas quando viemos a este mundo vamos nos esquecendo disto gradativamente. E como sofremos com uma inquietude e uma solidão que não passa. Ao nascermos, os anjos vem nos fazer companhia nos primeiros meses de nossas vidas, mas vão se afastando de nossa perfeição à medida que vamos crescendo. Esta foi a forma que Deus encontrou para tornar nos existência neste mundo mais suportável, pelo menos logo no início. Passamos a vida sentindo falta de algo e procuramos preencher este vazio com comida, diversões, distrações diversas, álcool, drogas, sexo irresponsável, entre outras formas. Viemos para esta vida para crescemos espiritualmente, mas desde cedo somos bombardeados por regras de convivência que servem, na maioria da vezes, apenas para nos manter obedientes e ignorantes, num ambiente em que a desobediência é punida severamente. Nossos pais foram criados assim e criamos nossas crianças desta mesma maneira, mas alguém tem que quebrar e se círculo vicioso de opressão e medo. Não se pode viver com medo por muito tempo sem desenvolver sérios transtornos psicológicos. Esse sentimento permanente de insegurança acaba por gerar um estado de desequilíbrio difícil de ser detectado para alguma tentativa de cura. Não há como o amor florescer em um ambiente doentio e hostil como este. As mulheres não devem pensar que um homem se interessa só pelo sexo, assim como os homens não devem pensar que as mulheres são se interessam por dinheiro. Quem tem este tipo de pensamento ou vive ser esta realidade, ainda não está preparado para reconhecer os amor em sua essência. Nem sexo nem dinheiro seguram uma relação, assim como beleza estética só serve para manter uma relação de domínio de um pelo outro. Pense em você já na velhice, quando a maioria das pessoas que você conheceu já faleceram, que suas referências de vida não passam de uma vaga lembrança de um passado que não volta mais. Como acha que de sentirá, sem sua beleza estonteante, sem seu salário ou posições sociais invejáveis, sem o poder de um cargo de chefia, vivendo uma aposentadoria solitária? Será que neste momento de sua vida você conseguirá ver o de desperdício que é viver uma a vida vazia de ilusões?

Como relacionar-se melhor?

Existe alguma maneira de se ter uma relação saudável com alguém? Existe alguma possibilidade de saber, logo no início, se aquela relação será boa ou não? Quando menciono relação saudável refiro-me aquela relação em que as pessoas envolvidas sentem-se bem uma com as outras, de forma leve, serena e natural. Antes de pensar em nos relacionar com alguém, precisamos conhecer bem a nós mesmos. Como podemos saber o que procuramos em alguém se não soubermos o que estamos procurando? Temos que saber quem realmente somos, do que gostamos e o que valorizamos para termos condições de identificar no outro aquilo que desejamos. Temos que ser sinceros conosco mesmos para não nos enganarmos ou magoar alguém. É deveras perigoso brincar com os sentimentos alheios,pois a reação da outra parte pode causar uma tragédia ou grandes prejuízos. Posto isso, o próximo passo é deixar as coisas acontecerem de forma natural sem forçar situações do para satisfazer o ego ou algum desejo carnal passageiro. Quem diz estar procurando amor não pode ir a uma festa ou outro lugar como quem está indo a caça e que não pode voltar de mãos vazias. É melhor ser uma pessoa atraente do que um caçador desesperado. É preciso sair mais, frequentar lugares que agradem a do mesmo, vestir-se como achar melhor. Se você sente-se só, tem muitas outras pessoas na mesma situação que deseja ardentemente encontrar alguém para conversar, trocar ideias, viver emoções e fazer companhia. Mas não pode entrar em desespero, pois desespero atrai mais desespero. Seja uma pessoa agradável, cuja companhia outras pessoas fazem questão de estar por perto. Tenha algo a oferecer que seja só seu, algo que você tenha em abundância e que de sem medir quantidades, seja palavras de conforto, sorriso, alegrias, ideias, dinheiro, amor ou conhecimento. Seja uma pessoa generosa, de tudo aquilo que você que ganhar e ganhará se for sincero em seus pensamentos e sentimentos. Se você sorrir para alguém, normalmente recebe outro sorriso de volta. Tenha cuidado com seus sentimentos. Normalmente nos revelamos em momentos de raiva ou fúria, quando somos provocados e despejamos aquilo do qual nosso coração já está cheio. Sentimentos ruins ou confusos dispersam sua energia, você não conseguirá manter o foco em seus reais objetivos e farão você perder seu rumo. Quando conhecer alguém, se interesse em saber quem realmente é a pessoa a qual você quer se aproximar. Observe como ela se comporta, quais são seus interesses, quais duas crenças, como ele trata as pessoas e como é visto pelo sua conhecidos. O que pensa da vida, como trata suas finanças, o que pensa em relação a política, religião, sexo, amor, família, filhos, álcool, e tudo mais que possa revelar em equipe esta pessoa dedica mais seu tempo e seus esforços. Tema cuidado para que palavras lisonjeiras não te enganem. Bajuladores só se mantém por perto até conseguir o que desejam, depois de conseguirem, te abandonam tão rápido quanto se aproximaram. Não se deixe enganar pelas aparências, tanto físicas quanto sociais. Quando se trata de uma pessoa pessoa bonita ou atraente, tendemos a ser mais tolerantes e ignorar facilmente seus defeitos, acreditando que podemos tornar esta pessoa um ser humano melhor (na verdade, idealizamos que podemos mudar uma pessoa incorrigível apenas porque seria conveniente para nós essa mudança), mas estas pessoa não irá mudar porque nós queremos e a decepção é certa. Por exemplo, aquela mulher de corpo escultural mas que não tem a menor vocação para ser uma esposa fiel , ou aquele homem que derrete o coração se uma mulher só de olhar para ela. Mas ambos estão tão encantados com seus próprios atributos que são incapazes de sentir algum afeto por alguém, já que não precisam fazer nenhum esforço para terem o que desejam. Uma pessoa destas não vai mudar de atitudes apenas porque outra deseja que ela mude. Ilude-se quem acredita que pode mudar a natureza de alguém só porque assim idealizou. Não tente as envolver com alguém apenas porque esta pessoa é excitante, mas porque você viu tem qualidades que vão além da aparência ou estado social. Ninguém engana ninguém, as pessoas é que se deixam enganar, pede entender que uma criança acredite em tudo que outra pessoa fale, mas um adulto se ilude quando idealiza o comportamento de outra pessoa. Analise quais são seus pontos fortes e o que você tem de bom que possa tornar a outra pessoa um ser humano melhor.

Pense nisso

a) Já se perguntou o que você tem de bom que possa interessar para a alguém que tenha interesse em estar com você? b) Quando você está com sua pessoa amada, o que fazem além de sexo, beber, curtir com os amigos? c) O que realmente gostam de fazer juntos? O que aconteceria se vocês tiverem que passar uma semana juntos sem whatssap, sem Internet e sem TV a cabo? d) Você consegue se suportar sem estar rodeado de amizades, bebidas alcoólicas ou tecnologia? e) Você consegue perceber a necessidade real de outra pessoa sem estar contaminado por seus interesses pessoais? f) Você consegue ser agradável e fazer o bem a alguém sem e importar se terá algum benefício próprio além da satisfação de fazer uma boa ação? g) Você confia nas pessoas em que passa a maior parte de seu tempo? Acredita realmente que elas te darão auxílio se você tiver real necessidade?

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Por que as pessoas traem?

O que leva uma pessoa a trair seu parceiro (a)? São varias as razões que levam uma pessoa a cometer este tipo de atitude, desde a busca pela aventura e emoções mais fortes até mesmo desespero de sentir-se só ou querer alguma vingança por traição sofrida: a) Aventura e emoção: tem pessoas que acham divertido trair apenas para sentir a adrenalina de estar brincando com o fogo, trair e não ser pego. É como um jogo, onde ele (a) se sente o máximo por ser infiel e não ter sua infidelidade descoberta. Geralmente os homens deixam mais pistas das traições do que as mulheres, mas ambos são capazes de trair e não sentir remorsos por isso; b) Tédio: tem pessoas que traem apenas por estarem entediadas com a relação. Depois que vão morar juntas ou as crianças nascem, deixam a monotonia do fazer parte do cotidiano, deixam de inovar e de namorar entre si. As contas para pagar e as obrigações diárias acabam por sufocar aquela centelha que um dia os uniu. Pura infantilidade acreditar que morar junto é fazer sexo quando dar vontade e que não haverá obrigações, só prazeres infindáveis. Não se pode deixar abater, o casal tem sempre que dar um tempo para si mesmo, senão aparece algum aproveitador oferecendo os prazeres já esquecidos mas não passará de ilusão passageira. Aqui também se encaixa aquelas pessoas vazias de sentimentos que só pensam no prazer imediato como forma de sentir algo. São pessoas incapazes de sentirem afeto por alguém ou não tem maturidade para manter uma relação de cada vez. suas relações são efêmeras e não duram mais do que alguns encontros, pois o tédio logo se abate e parte em busca de novas emoções; c) Segurança: tem pessoas que casam para estarem seguras em uma relação, trocam a casa dos pais que são substituídos pelos parceiros. O parceiro é visto como alguém para pagar e manter, a casa e as roupas limpas e a comida pronta , e as traições são uma forma de continuar a se divertir como se vivesse em uma eterna adolescência. Casa-se ou une-se apenas por conveniência e não por amor e afinidade de ideias. São pessoas que muitas vezes não suportam-se mutuamente, mas o comodismo os mantém unidos. Às vezes saiu de casa e não pode voltar para a casa dos pais por falta de recursos mesmo, daí se submete a conviver com alguém que não consegue mais suportar; d) Compulsão: existem pessoas que tem compulsão pelo sexo e só se satisfaz se variar de parceiros. São os eternos meninões, que podem ser bons de cama a ponto de fazer uma mulher querer tentar "consertá-los" e torná-los fieis. Mas com o tempo elas acabam se convencendo de que esses meninões de qualquer idade são incorrigíveis não tem jeito de mudar esse comportamento pervertido. Tem pessoas que não nasceram para serem de um parceiro (a) só, se sentem presas na relação, mas precisam de alguém para cuidar delas, como se seu parceiro fizesse o papel de sua mãe ou seu pai; e) Cultura familiar: quem cresceu vendo seu pai ou sua mãe traírem seus parceiros, vai acreditar que traição é algo normal, então tenderá a repetir este comportamento durante toda sua vida; f) Biologia: tem pessoas que acreditam que a explicação para a traição está na biologia. Sendo o ser humano um animal, ele tende a querer ter relações com o máximo de parceiros para garantir a sobrevivência da espécie atrave4s do ato sexual que leva a reprodução. claro que esta explicação é vazia, pois os outros animais não destroem seu próprio ambiente onde mora, não dizima membros de sua própria espécie por poder ou prazer, e normalmente o animal só mata para se alimentar ou se defender. Por que o ser humano tem que se lembrar que é animal só na hora de fazer sexo? g) Dinheiro e poder: quem transa em troca de alguma vantagem financeira, bens materiais ou poder, está se prostituindo. E tem pessoas que não se sentem nem um pouco constrangidas em praticar sexo com terceiros por vantagens, mesmo que seja comprometidas com outra pessoa; h) Orgasmo: tem mulheres que admitem que nunca sentiram prazer sexual com seus parceiros, mas só se mantém casadas por conveniência ou medo da censura social. Uma mulher destas é presa fácil para algum malandro que percebe sua carência e promete que com ele será tudo diferente, mas isso é só até conseguir o sexo que ele tanto quer. Tem homens que só se preocupam com o próprio prazer, e não se atentam a proporcionar o prazer que a mulher quer receber. Acham que as mulheres devem se contentar em dar prazer a eles, por ser este o papel de uma mulher casada (na cabeça deles). E não acreditam que a mãe de seus filhos seria capaz de traí-lo. Assim como tem mulheres que, por motivos religiosos ou outros, não são as mulheres que seus parceiros desejariam estar na cama, pois o tempo muda as pessoas e algumas tendem a se fechar cada vez mais. Logo, ele vai buscar na rua aquilo que não encontra mais em casa.

sábado, 3 de dezembro de 2016

Sem manuais

Resolvi não mais seguir os manuais de relacionamento, seja de que espécie for, e ser apenas eu mesmo. Tenho trabalhado incessantemente minha criatividade e a busca por soluções ainda não pensadas por outras pessoas, já que quem segue alguém está sempre atrás e não cria nada de novo. Me sinto mais a vontade com grupos de pessoas que já me conhecem ou tem objetivos semelhantes aos meus. Uma reunião de duas mais de pessoas sinto que seja mais dinâmica, divertida e enriquecedora do que apenas duas pessoas falando, uma diante da outra. Acho muito monótono dessa forma. Eu não suporto isolamento, embora alguns momentos só consigo mesmo sejam necessários para colocar as ideias em ordem sem interferência de terceiros e também praticado autoconhecimento. Muitas ideias podem se perder se não forem passadas adiante. Gosto da ideia de multiplicar conhecimento: aprender algo de útil e compartilhar. Acredito que quanto doamos algo recebemos de volta multiplicado, seja lá o que tenhamos compartilhado. Ser damos amor, recebemos amor; mas se passamos adiante medo ou rancor, eles voltarão para nos assombrar. Há o suficiente para todos. Não precisamos competir uns com os outros para garantir o que desejamos de bom para nós. Basta que sejamos pessoas íntegras e coerentes com nossas atitudes e pensamentos. Os manuais de comportamento nos ensinam como devemos nos comportar em cada situação para causar boa impressão. Mas acredito que eles podem nos tornar pessoas cínicas que usam de qualquer artifício para alcançar suas metas. Prefiro ser uma pessoa autêntica, mas que respeita a cultura e linguagem de cada ambiente para não causar conflitos desnecessários. O ser humano é um animal sociável e não foi criado para viver isolado. A vida em sociedade nos permite conviver com a diversidade e conhecer outros pontos de vista além dos nossos. Quando aprendemos a conhecer os anseios e medos de cada um, a convivência fica mais fácil e agradável.

Postura

Eu reclamo muito das atitudes e comportamento das pessoas em relação a minha pessoa. Mas se eu analisar friamente, verei que sou tratado da maneira como me comporto. Tudo é uma questão de postura. Aqui, postura refere-se a comportamento, da maneira de se conduzir e se expressar. Se chegamos até alguém e perguntamos algo sem cumprimentá-lo antes, a tendência da outra pessoa interpretar isso como grosseria será grande e ela também será ríspida. Mas se nos aproximamos de alguém e cumprimentamos, perguntamos algo e agradecemos, a reação será outra. Tudo é uma questão de ação e reação. No meu caso, tenho a tendência de confundir involuntariamente as ideias das pessoas. As pessoas tendem a tirar conclusões a meu respeito que não tem nenhuma relação com a realidade. Então tenho que redobrar minha atenção com a impressão que provoco nas pessoas, pois nem todos tem a mesma capacidade de ver além das aparências como eu tenho. Se me aproximo serio demais ou com "papos-cabeça", me acham chato. Mas se brinco demais, podem interpretar que sou infantilizado. Tudo tem que ser na medida certa, nem tanto e nem tão pouco. Tudo que é demais, sobra. Ser espontâneo sem perder a classe ou compostura. Tudo isso para causar boa impressão e evitar mal-entendidos. Não há uma segunda chance para se causar uma boa impressão. Isso vale para futuros amigos, namorada, clientes, colegas de trabalho, empregadores, proprietárias e quem mais quiser que seja.