quinta-feira, 23 de março de 2017

Parar de pensar errado

Quando penso demais em meus problemas, no que vivi e também deixei de viver, quando culpo alguém ou me deixou dominar pelo desejo ou minhas vontades, perco meu caminho, fico revoltado e malcriado.
Devemos pensar no todo e não apenas em cada parte isoladamente. Tudo que vivemos é um somatório de cada pensamento e ação que temos. Nada do que fazemos ou mesmo pensamos é de graça e tido tem um preço e consequências. Procurar um culpado é tentar fugir das próprias responsabilidades.
No meu caso, ao invés de me concentrar em milhas minhas insatisfações, é melhor quando penso ou falo algo que favoreça após outros, tipo arrumar uma casa, fazer uma obra ou escrever pensando no bem que posso proporcionar. Ninguém vai resolver meus problemas nem vou ser uma pessoa interessante apenas porque me senti insatisfeito. O mesmo vale para outras pessoas.
Ser uma pessoa útil e favorecer as pessoas com o que temos e realmente somos capazes de renunciar é um bom começo de nos desapegar do nosso isolamento e começar a viver em coletividade e deixar a energias circulares livremente. Temos que combater o mal em nós a cada dia e noite concentramos apenas no que pudermos fazer de bom. Falar mal dos outros normalmente não resolve nada, embora de um alívio temporário.
Quero que meus trabalhos me apresentem, que tudo aconteça de forma natural sem esforços, mas com dedicação e determinação, sem ficar me desviando do meu caminho com distrações temporárias e inúteis.
Pensar no que não temos não ajuda e só atrapalha. Devemos nos concentrar em conseguir o que desejamos, que seja algo do qual não nos cause vergonha ou arrependimentos desnecessários.

Nenhum comentário: