sexta-feira, 24 de março de 2017

Vida virtual - bate-papo

Não poderíamos encerrar essa série de textos sobre a Vida Virtual sem falar dele, o maior famigerado e viciante de todos: O bate-papo. Quem não conhece é melhor nem começar. Bate-papo vicia mesmo. A possibilidade de conhecer vários tipos de pessoas a cada dia torna-se um esporte onde os erros de cada dia só servem para motivar seus participantes a buscarem se aperfeiçoar a cada dia para que assim tenham sucesso em cada investida equipe dizerem. Bate-papo é um jogo de sedução virtual em que cada um expõe aquilo que mais lhe convém na expectativa de conhecer alguém que lhe agrade, que realize todos os seus desejos e fantasias de forma submissa e gratuita ou a baixo custo.
É como ir a um shopping ou a um supermercado para escolher um produto que se adeque as sua necessidades e seu orçamento quase sempre apertado. As mulheres tendem a oferecer a possibilidade de sexo fácil para os homens, e os homens insinuam que vão bancar a mulher que mais lhe agradar. É como se fosse um leilão: leva a melhor mercadoria quem der o melhor lance.
Teoricamente, as pessoas estão apenas ali para passar o tempo e talvez fazer alguma amizade, tudo de forma despretensiosa. Mas na verdade o que está realmente acontecendo é uma caçada pelos melhores prêmios. Não há espaço para amadores e principiantes. Os fracos serão derrotados e humilhados, senão ocorrer algo pior.
Não sei o que vicia mais: se conhecer uma pessoa maravilhosa e achar que poderá conhecer outra igual ou melhor; ou se o vício ocorre depois de conhecer alguém um tanto interessante, não conhecer mais ninguém e continuar insistindo indefinidamente.
O nível das pessoas que freqüentam o bate-papo caiu muito de alguns anos para cá, devido a facilidade de acesso. Também surgiram algumas aplicativos mais práticos posta se conhecer alguém, seja para sexo ou mesmo romance, mas nem todos tem aparelhos que esses aplicativos. Outra pessoas preferem o anonimato do bate-papo para poder tentar conquistar alguém sem ter que mostrar fotos num primeiro momento.
Já conheci diversas pessoas para saber que esse anonimato é que ainda mantêm o bate-papo ativo. Muitas pessoas descrevem-se como sendo atraentes sem realmente serem. Não sei se elas realmente se vêem como sendo pessoas atraentes ou se estão tentando convencer ao outro que não estão sobrando no mercado da paquera.
Tudo que sei é que quem está no bate-papo tem algum tipo de problema, ou a autoestima é baixa, ou só quer sexo mesmo, ou está querendo arranjar alguém para pagar as contas dela em troca de sexo. Nos dias de hoje, que tipo de gente se aventura a conhecer uma pessoa totalmente desconhecida de precedência duvidosa e comportamento imprevisível? Provavelmente será alguém que está desesperado em conhecer alguém ou já está desiludido e cansado de tanto tempo de solidão.
Mas não é com quando se conhece alguém interessante no bate-papo, pois sempre fica aquela dúvida: "E se eu entrar só mais uma vez, será que eu consigo uma pessoa mais interessante ainda?"

Nenhum comentário: