sexta-feira, 24 de março de 2017

Vida virtual - redes sociais

Então surgiu uma nova maneira de conhecer pessoas, que foi através da conexão com computador via bate-papo e redes sociais. De início, o computador era um aparelho muito caro. Em valores atuais, um computador simples de monitor com tubo de imagem custaria cerca de cinco mil reais. Já a internet era basicamente com conexão discada. Para pagar menos, ficava-se acordado derrota da meia-noite até seis horas da manhã seguinte, ou até quando o sono permitisse. A maior parte das pessoas acessavam a internet através de uma lan house, pagando-se por hora de acesso. Contudo, o nível das pessoas que acessavam a internet era alto, até mesmo devido a todas essas restrições. Poderia-se conhecer uma boa pessoa de modo virtual, namorar e até casar com ela. Bons tempos aqueles...
Mas o tempo e os preços dos computadores foram abaixando, e o nível dos frequentadores da internet caiu juntamente com os valores dos aparelhos e da melhoria da facilidade de acessar a internet via banda larga. Hoje em dia se consegue acessar a internet até mesmo por smartphone, e com poucos reais de crédito pode-se acessar por vários dias.
O que deveria incentivar as pessoas a aprenderem mais e aumentar seu poder de argumentação, só fez piorar a capacidade de comunicação e compreensão das pessoas. O acesso à informação nunca esteve tão fácil, e as piedosas nunca estiveram tão mal informadas como nos dias atuais. O nível das pessoas nas redes sociais está péssimo.
Se alguém se atreve a expor uma opinião contrária à opinião de um grupo, facilmente será hostilizado até ele mesmo sair do grupo ou daquela redes social. O que deveria ser um espaço democrático para o debate sadio de ideias, tornou-se uma área onde uns poucos ditam as regras e o restante do grupo aplaude qualquer besteira que se publique. Isso vale tanto para o Facebook como para o whatssap. A mediocridade passou a reinar na vida social mas com reflexos até fora dela.
As pessoas de melhor qualificação, eruditas, estudadas, bem sucedidas na vida profissional e até social, não ficam se expondo em redes sociais e nem fazendo amizade com pessoas desconhecidas de procedência duvidosa.

Nenhum comentário: