sábado, 8 de abril de 2017

Aprendendo a envelhecer

Às vezes, conviver com a pessoas é um grande desafio, pois cada cabeça é um mundo. Cada fase da idade de uma pessoa tem suas alegrias e anseios. E quanto mais uma pessoa vai ficando idosa vai revelando cada vez mais sua própria natureza e o peso dos anos vem cobrar suas dívidas. Quem viveu uma vida leve, sempre se apegando as coisas simples e boas da vida tende a ter uma velhice mais tranquila, mesmo que não seja luxuosa. Mas quem passou a vida do contornando seus problemas sem nunca realmente resolvê-los devidamente, poderá ter uma velhice sobressaltada e sem tranquilidade.
A anos venho me preparando para minha velhice, tenho me esforçado para me livrar dos pesos que tenho acumulado ao longo de minha trajetória. Ainda tenho muito o que corrigir e que Deus me dê tempo antes que eu passe desta dimensão para a outra. Quanto mais estivermos preparados, mais fácil será a passagem para a vida eterna.
Sei que já posso viver em uma dimensão de amor ainda nesta vida, desde que eu abandone a raiva contida e entenda que esta vida não me pertence. Estou com esta vida apenas como empréstimo, e terei que devolver ao seu verdadeiro dono. Que eu consiga fazer o bem aos meus semelhantes o mais rápido possível, mas sei que a fruta só dá no tempo certo.
Só sei que tenho mergulhado fundo em meu interior e desenterrado cada esqueleto, um mais assustador que o outro. Mas também tenho encontrado cada tesouro que eu não sabia que era possível haver em mim e que eu poderia desfrutar destes tesouros ainda nesta vida. Para que eu aproveite essa força interior tenho que dominar forças primitivas, como a raiva e o impulso sexual. Não é possível elevar-se às alturas se ainda age como um animal selvagem, guiado por instintos poderosos e irracionais.
Já estou começando a aproveitar a vida em sociedade com meus semelhantes, de forma cada vez mais harmoniosa, mas ainda tem muito trabalho a fazer para viver a vida em intensidade como deve ser, sem o peso de complexos desenvolvidos com a convivência com pessoas pouco evoluídas espiritualmente e que não tiveram capacidade de incentivar a desenvolver todo meu potencial. Mas até isso faz parte dos desafios da vida. Citando um desenho animado: "O que não te mata te fortalece".

Nenhum comentário: