domingo, 14 de maio de 2017

O que é ser mãe?

Comemora-se o Dia das Mães. Dia de reunir a família para prestar as homenagens no dia de hoje, em um clima de paz e confraternização que deixa o coração de todos embebidos em uma atmosfera de amor incondicional.
Pelo menos é assim nos comerciais e programas de televisão e no comércio. Tirando-se essa aurea de magia midiática afinal, o que é de mãe? Quando a mulher escolhe conscientemente ser mãe, ela está dando a oportunidade de um espírito encarnar e evoluir. O útero é um portal que liga a vida espiritual com a vida material. Ser mãe é um ofício divino e todo filho é fruto de amor, não importa em que situação ele tenha sido concebido. A vida é um presente que Deus nos dá por empréstimo e a maternidade foi o canal que ele escolheu para o de humano vir a este mundo.
Embora o filho deva sua concepção a sua mãe e a ela deva todo seu respeito, um filho também é uma lição de amor para a própria mãe. É através dele que ela tem a oportunidade de evoluir para uma nunca dimensão de amor e deixar de pensar só em si mesma para se importar com outra vida. Mas como nem tudo é perfeito, já que vivemos em um mundo imperfeito, tem mulher que desconhece o verdadeiro propósito da maternidade e da enorme responsabilidade que ela traz consigo. Tem mulher que tem filho como forma desesperada e segurar alguma relação como um homem que a despesa ou mesmo tem na maternidade uma forma de obter alguma vantagem material, não imaginando as consequências de gerar um filho em seu corpo. Esse é um daqueles caminhos sem volta em que não há espaço para arrependimentos e não há como desistir do pedido e devolver o filho do remetente. Os filhos também nascem para ajudar suas mães a evoluírem espiritualmente.
As mães podem não ser um modelo de perfeição, pois o ser humano veio a este mundo para evoluir. Mas o amor incondicional de uma verdadeira mãe é o que mais próximo temos do amor de Deus.
Perder uma mãe deve ser uma dor insuportável, por isso não devemos perder nenhuma oportunidade de demostrar carinho a todo momento e cobri-la de toda a atenção possível, vivendo cada momento bom que de tornarão lembranças futuramente. Se houver algo que desagrade, procure expressar de forma gentil e não guarde mágoas por alguma falha eventual que sua mãe tenha cometido. Na ânsia de proteger, algumas mães acabam por cometem excessos que nem sempre os filhos compreenderem que é uma demonstração de amor de parte delas. Nem sempre as mães recebem de seus pais o amor idealizado pela sociedade, então elas repassam o que receberam. Assim como você, as mães também aprendem a amar continuamente.

Nenhum comentário: